Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Vereadores conhecem proposta de recuperação do Rio do Tigre

Publicado em 19/04/2017 às 14:44 - Atualizado em 19/04/2017 às 14:46

 

Os vereadores joaçabenses conheceram a proposta de recuperação ambiental do Rio do Tigre em sessão desta terça-feira (18). Convidado pelo vereador Ricardo Antonello (PR), o secretário executivo da Bacia Hidrográfica do Rio do Peixe, Ricardo Marcelo de Menezes, esteve na tribuna da Câmara onde apresentou a Proposta Preliminar de Recuperação Ambiental e Reintegração Social do Rio do Tigre. Levantamentos realizados ao longo de mais de quatro anos resultaram em um documento com 350 páginas que apresenta um diagnóstico do Rio do Tigre que nasce acima da comunidade de Nova Petrópolis (interior de Joaçaba) e deságua no centro da cidade ao se encontrar com o Rio do Peixe.

Ações: segundo Menezes, a proposta é norteada por quatro princípios: revitalização do potencial ambiental que compreende o desassoreamento, a recomposição da mata ciliar e a recuperação do ecossistema fluvial. Recuperação da relação rio-cidade, transformando as margens do rio espaços públicos, ampliando a quantidade de acessos ao rio e explorando o mesmo como caminho. A terceira etapa compreende a potencialização das atividades incluindo incentivo a atividades comerciais e prestação de serviços e a revitalização das edificações próximas ao rio. A quarta proposta é a gestão compartilhada entre poder público, entidades e comunidade que prevê um plano de revitalização para todo o rio, a integração do plano de revitalização as demais políticas urbanas e, garantir o gerenciamento e a manutenção da área por meio de uma gestão plena.

De acordo com Menezes, ainda é necessário elaborar o projeto básico e executivo, que teria um custo avaliado entre 300 e 500 mil. “É possível buscar estes recursos junto ao governo do Estado, através do Fundo de Recursos Hídricos. Porém, precisamos de mobilização política”, avaliou ele. Para que o projeto seja posto em prática, Menezes avalia que o custo esteja estimado entre seis a oito milhões de reais por trecho do rio.     

19-04-17


Galeria de Fotos

Próxima
Anterior

Parlamentares Relacionados